Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Superdotação - Marcos Resende

Superdotação - Marcos Resende

Introdução Superdotação

Planeta Terra.jpgÍndice Superdotação  Índice Geral    Home


NO PLANETA TERRA

5% DE QUALQUER DA POPULAÇÃO, SEJA QUAL FOR
É CONSTITUÍDA DE SUPERDOTADOS!!!


Raciocinemos, agora, imaginando uma empresa qualquer.
Numa empresa com 1.000 funcionários, 50 teriam Altas Habilidades.
Em uma escola com 500 alunos, 25 teriam Altas Habilidades.

Seguindo este raciocínio, e tomando por base o presente ano, existem no Estado de São Paulo — cuja população atinge cerca de 44 milhões de habitantes — a porcentagem de 2 MILHÕES E 200 MIL Superdotados!

(Critérios da Organização Mundial de Saúde.)

 

Criatividade 24.jpg

Índice GeralHome


01. O QUE É?

Superdotado é o ser humano que apresenta notável desempenho e/ou elevada potencialidade nos seguintes aspectos, isolados ou combinados:

Capacidade Intelectual
Aptidão Acadêmica
Pensamento Criador
Capacidade de Liderança
Talento Especial para Arte
Habilidades Psicomotoras.

 

02. ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
Pessoas com Altas Habilidades necessitam, portanto, de atendimento educacional especializado. A Legislação brasileira e internacional devem (ou deveriam) garantir o direito a essa atenção. As iniciativas no sentido de dar apoio aos Superdotados, entretanto, ainda são insuficientes na sociedade brasileira.

 

03. CLASSIFICAÇÃO (PARCIAL) DA OMS
É importante que chamemos à atenção sobre um ponto fundamental. A OMS, em seu critério de classificação, leva em conta, apenas e tão somente, pessoas com Altas Habilidades Cognitivas, e não inclui dotados de Altas Habilidades Artísticas, Corporais, Musicais, etc..

 

04. CRITÉRIOS DA APAHSD
A APAHSD, Associação Paulista para Altas Habilidades / Superdotação, estima que a porcentagem de Altos Habilidosos em uma população, seja de 10%, em média. No estado de São Paulo, portanto há 4 milhões e 400 mil Superdotados.

Anton Uzhyk, alto habilidoso, ucraniano, 21 anos

 

Você é nosso convidado.
Venha conhecer este mundo novo que quase ninguém tem ideia de que exista nem do que representa:

Creativity 00.jpg

 

SUPERDOTADO NÃO É GÊNIO


Q
uando alguém ouve o termo "superdotado", a primeira imagem que vem à cabeça é a do gênio, que sabe tudo sobre todas as coisas, como Albert Einstein ou Leonardo da Vinci.
Mas, não é bem assim. Hoje, já é consenso que o superdotado não precisa ser bom em tudo. "Ele pode ter desenvolvimento abaixo da média em determinadas disciplinas ou não se sentir estimulado com o ensino convencional", afirma Marília Gonzaga, gerente do programa de apoio à aprendizagem de superdotados da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal.

 

BEM-VINDOS AO ÍNDICE, ENTREM, POR FAVOR!

 

 

Apahsd.jpg

Índice Superdotação  Índice Geral   Home

Fale Conosco

Fale Conosco

Criatividade 12.jpg 

                     Índice Superdotação   Índice Geral

IMPORTANTE
Há centros de apoio a Superdotados e Portadores de Altas Habilidades em vários estados e cidades
do país e do mundo.

Nossa primeira intenção foi a de catalogar as principais associações e endereços. Optamos, porém, por não fazê-lo, por levarmos em conta que endereços e telefones estão sempre passando por alteração, e é mais oportuno localizá-los à época em que se fizer necessário, através de orientação de profissionais da área médica ou psicológica, especialistas em Superdotação e Altas Habilidades, mecanismos de busca da Internet ou, sempre que possível, por indicação de profissionais da APAHSD, de São Paulo.
Felicidade! Êxito!

 

FALE CONOSCO
55 (011) 5092.275955 (011) 2339.3351       
E-mail: faleconosco@apahsd.org.br

 

  

Índice SuperdotaçãoÍndice Geral

 Criatividade 32.jpg 

Superdotação Atualidade

408375945.jpg

Índice Superdotação   Índice Geral

 

A APAHSD ◦ Associação Paulista Para Altas Habilidades / Dotação tem sempre algo de importante a informar ao Conselho de Pais, ao corpo de professores, a seus alunos, à imprensa especializada;  e todo e qualquer interessado. 


A ação da APAHSD é um trabalho diuturno com o fito de propiciar ao Superdotado e ao Alto Habilidoso, canais para que criem oportunidades para o seu crescimento de impoderável limite. É o que oferecemos ao internauta através do portal da APAHASD. Aqui teremos contato permanente, com:

images.jpg

01. Testes de análise e identificação do Superdotado;

02, Idêntico procedimento com o Alto Habilidoso;

03. Orientação Médica;

04. Encaminhamento de ambos os casos;

05. Conscientização e Aceleração

06. Formação de professores;

07. Esclarecimento de pontos obscuros sobre a ação mundal;

08. Avanços no âmbito legislativo, no Brasil; 

09. Contribuição midiática visando debater e divulgar a Ação;

10. Congressos, Convenções, Mesas Redondas;

11. O Superdotado e o Alto Habilidoso; sua função universal.

 

 

VEJAM, AGORA, AS MAIS RECENTES NOVIDADES, EM NOSSO SITE OFICIAL

http://apahsd.org.br/

  

 A SEGUIR,
FOTOS DOCUMENTANDO DIVERSAS REALIZAÇÕES DA INSTITUIÇÃO


Índice Superdotação   Índice Geral

  

article-0-0C3770B3000005DC-146_468x516.jpg

Estímulo ao Talento

Criatividade 21.jpg

Índice Superdotação  Índice Geral


Ressalta-se que o estímulo ao talento é imprescindível e importante socialmente. É meio de “plantio” para no futuro colhermos frutos que beneficiarão o país, tanto no que concerne às Exatas (Matemática, Engenharia, Economia, Administração), quanto às Humanas (Direito, Comunicações, Ciências Sociais, etc.), como às Artes, em geral.

Educação Inclusiva e Inserção na Sociedade


Qualitativamente, as Altas Habilidades, portanto, são importantes na medida em que atuam como educação inclusiva, propiciando uma possível inserção do Alto Habilidoso na sociedade, e seu aproveitamento como ser produtivo.

Criatividade 10.jpg

 Programas Realizados Página 15.jpg

Programas Realizados Página 16.jpg

Programas Realizados Página 17.jpg

Programas Realizados Página 18.jpg

Programas Realizados Página 20.jpg

Programas Realizados Página 21.jpg

 

Curso de Pós Graduação e Especialização, Parceria com Gama Filho

Visando suprir a grande demanda de profissionais especialistas na área de Altas Habilidades, a APAHSD firmou parceria com a Gama Filho, tradicional universidade carioca (75 anos de existência, presença em todo o país). Ministra curso de Pós-Graduação Latu Senso Especialista em Altas Habilidades, reconhecido pelo MEC.

O curso, com abordagem inédita, tem carga horária de 600 horas e corpo docente que reúne mestres e doutores da Universidade de São Paulo a especialistas da APAHSDÉ oferecido presencialmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e na modalidade à distância, em todo o país. 


Carga Horária:

600h (500h presenciais + 100h estágio)

Público-Alvo:

Graduados na área de Educação, Saúde e Humanas

 

Criatividade 058.jpg

 

  

A SEGUIR,
ENTREVISTA COM ADA TOSCANINI E GABRIELA TOSCANINI DA APAHDSD
 


Índice Superdotação   Índice Geral

Gente Que Acredita

Criatividade 052.jpg

Gente Que Acredita.jpg

  Índice Superdotação   Índice Geral

01
DANIEL FUENTES, DOUTOR EM NEURO-PSICOLOGIA (São Paulo) Diretor da Área de Neuropsiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. Defende que a medicação prejudica a criança superdotada. A luta dele é para que a criança não seja medicada, já que Superdotação é um atributo que confere à criança, inteligência e habilidade superiores à média. Não se trata, portanto de um caso de medicação, e qualquer tipo de tratamento médico dado a essas crianças compromete o desenvolvimento cognitivo delas.


02 
PROFESSORA CRISTINA DELOU ◦ DOUTORA EM PSICOLOGIA CLÍNICA (Rio)
Presidente do CONBRASD ◦ Conselho Brasileiro Para Superdotação. Defende a aceleração da criança superdotada: Cristina ensina que, quando uma criança tem conhecimento, bastante desenvolvimento cognitivo que lhe permita frequentar uma série escolar superior, que seja promovida. O nível cognitivo dela está exigindo isso.


03.
PROFESSORA ADA CRISTINA GARCIA TOSCANINI ◦ PEDAGOGA (São Paulo)
Licenciada em Educação Artística, licenciada em Artes Plásticas, Pós-graduada em Educação Especial, Arteterapia, Administração Escolar. Coordenadora do 1º Curso de Educação Especial e Altas Habilidades da Universidade Gama Filho, com central no Rio de Janeiro. Fundadora e presidente da APAHSD: Associação Paulista Para Altas Habilidades / Superdotação. Em perfeita sintonia com Cristina Delou, a professora Ada defende a aceleração da criança superdotada.


04.
PEDAGOGA MARIA CLARA SODRÉ (Rio de Janeiro)
Doutora em Educação Especial pela Columbia University, de Nova Iorque, EUA. Dra. Maria Claria é ainda superintendente do Instituto Lecca, que prepara alunos carentes superdotados, para os concorridos concursos de escolas públicas de excelência. como o Pedro II e o Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Encontrar uma criança superdotada é tão importante quanto descobrir um poço de petróleo ou uma mina de diamante” — afirma Clara Sodré.

05.
SECRETÁRIO DO TRABALHO E EMPREENDEDORISMO ELISEU GABRIEL (SP) Com uma vida pautada pela defesa da Educação e combate às injustiças sociais, foi conselheiro da Sociedade Brasileira de Física e da Associação Brasileira de Tecnologia da Educação, além de autor de livros para o Ensino Médio. Dedicado ao Ensino, atuou em programas de rádio e de televisão: um dos professores que apresentavam o Telecurso das Redes Globo e Cultura.

06.
ANA LÚCIA FANGANIELLO (SP)
Mãe dos superdotados Lucca e Matteo Fanganiello, pertence à Associação de Pais da APAHSD. Pedagoga, diretora da escola Free World que não admite a superdotação e muito menos a aceleração. Ana enfrenta, portanto, permanentes adversidades e é impedida de aplicar, na ecola onde loeciona, a lei federal que protege Alto Habilidosos.

07.
PEDIATRA PAULA SAKAE (SP)
Mãe dos superdotados Felipe e Henrique, pediatra e Mestre em Ciências pela Medicina USP, luta pela conscientização de colegas (sobretudo
 pediatras), quanto à importância de admitir a superdotação.

08.
PROFª DRA. ÂNGELA RODRIGUES VIRGOLIM (BRASÍLIA)
Professora do Departamento de Psicologia do Desenvolvimento — Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília. É PhD em Psicologia Educacional na Universidade de Connecticut (EUA). Autora de dezenas de artigos e livros que norteiam e referenciam a Educação Especial na Área de Altas Habilidades, na Educação Pública Estadual.

09.
PSICÓLOGA ZENITA CUNHA GUENTHER (LAVRAS, MG)
Mestre em Orientação e Aconselhamento Psicológico pela Universidade South Florida e PhD em Psicologia da Educação, pela University of Florida, EUA. Participa, há vários anos, da formação e preparação de professores para todos os níveis de ensino, da Educação Infantil à pós-graduação. Autora de mais de 20 livros. Dirige numeroso grupo de superdotados em Minas Gerais e o trabalho dela é uma iniciativa espontânea e particular, em ritmo, dedicação e constância muito além do que se pode chamar de “ininterruptos”.

10.
VEREADORA EDIR SALES
É co-autora do projeto, Presidente da Comissão de Constitucionalidade e Justiça em defesa à aplicação da lei que assiste o superdotado.

11.
DEPUTADA ESTADUAL HEROILMA SOARES TAVARES (SP)
Adotou a causa e tem participado ativamente de mobilizações no sentido de que sejam implantadas Políticas Públicas que contemplem situação e Necessidades Especiais do Alto Habilidoso. 

Criatividade 006.jpg

INSTITUTO LECCA, INICIATIVA DE UM IDEALISTA
Situado na cidade do Rio de Janeiro, o LECCA foi idealizado por Luís Eduardo da Costa Carvalho (atente que a sigla é formada pelas iniciais do nome dele), Presidente do Grupo Financeiro LECCA. Sua meta: melhorar a qualidade de vida da população das comunidades carentes. (Importante, gravarmos o depoimento dele). "Meu objetivo é contribuir para o desenvolvimento da educação, preparando novas gerações para os desafios do mundo moderno. Acredito na evolução que o estudo traz para todos que podem experimentá-lo", diz Luis Eduardo da Costa Carvalho, presidente do Conselho Administrativo da Lecca Financeira e fundador do programa junto à pedagoga Maria Clara Sodré, acima citada no item 04.

 

LECCA.jpg

A SEGUIR,
O MUNDO APÓS ASSUMIR A EXISTÊNCIA DA SUPERDOTAÇÃO E ALTAS HABILIDADES
RECAPITULAÇÃO DOS PONTOS ESSENCIAIS DO TEMA
.

 

Índice Superdotação   Índice Geral

 

Exemplos de Portadores de Superdotação e Alta Habilidade

Criatividade 06.jpg

Índice Superdotação   Índice Geral


PRIMEIRO CASO

Péricles (nome fictício)
O menino Péricles, de 7 anos foi-nos encaminhado à Associação pela EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil "Felipe de Oliveira"), por apresentar um desenvolvimento muito além do normal e interesses diferenciados pela sua idade. Aqui na Associação, passou por avaliações pedagógicas, apresentando destaque nas áreas de Línguas, Matemática e Ciências.

TESTES PRELIMINARES
Com um perfil organizado, planejado, criativo; com conhecimentos acadêmicos que mostram domínio dos conceitos adquiridos, chamou à atenção dos especialistas. Seu forte é a Comunicação: explica e argumenta suas colocações de forma clara. Consegue inclusive ser muitas vezes manipulador, deixando transparecer o líder que há dentro dele. Gosta de ajudar seus colegas a resolver seus problemas. Testado psicologicamente pelo método C.RAVEN, Péricles atingiu o percentual 99: INTELECTUALMENTE SUPERIOR

 

DESENVOLVIMENTO

A partir de 2008, ele começa a frequentar a Associação, em trabalhos de Concentração, Estratégia e Desenvolvimento de Habilidades. Essa atividade despertou no garoto, curiosidades diversas que pouco a pouco, fomos canalizando, dando lugar a outras novas. Péricles é insaciável; ele sempre quer mais e mais, gosta de ser desafiado, tem sede de estudar, ler, escrever; já experimentou escrever alguns contos; é aplicado, e após freqüentar a associação, seus interesses aumentaram.

REAÇÃO EM CASA
Pertence a uma classe social menos favorecida; Péricles foi abandonado pela mãe bem pequeno ainda; é criado pela avó paterna e pelo pai, ambos extremamente dedicados. O interesse do menino e sua gradual transformação, despertaram nos familiares a vontade de voltar a estudar — inicialmente na avó, que voltou à escola e diz querer cursar o Fundamental II, o Ensino Médio e a Faculdade de Direito. O pai decidiu faz curso superior. Ambos querem acompanhar Péricles e poder entender os interesses dele. Essa transformação familiar, social, é extremamente importante na comunidade onde eles se encontram. Eles se transformaram e influenciaram a comunidade, no sentido de também buscar transformação.

"PROCESSO DE ACELERAÇÃO"

O que para ele seria ideal é entrar num "processo de aceleração", o que se torna muito difícil na rede pública de ensino, embora tenha direito por lei. Hoje, frequenta o EMEI Plínio de Queiroz, numa sala onde se encontram crianças que desenvolvem suas atividades sem dificuldades. Ainda assim, Péricles se destaca, apesar de que, infelizmente, o garoto ainda não recebeu a opção adequada de atendimento a suas necessidades especiais.

 

SEGUNDO CASO
Samuel (nome fictício)
Foi encaminhado à Associação pela Prefeitura Municipal da Estância Balneária de Peruíbe (SP) – Setor de Educação Especial – SE – uma solicitação de avaliação e orientação às necessidades especiais do aluno Samuel, que estuda no EMEI Ana Maria Mesquita. O garoto Samuel nos foi encaminhado pelos seguintes motivos: criança avançada, do ponto de vista intelectual; persistente, independente; aprende fácil e rapidamente; interesse por áreas e tópicos diversos; vocabulário avançado para a idade; para lidar com ideias abstratas; rápida adaptação a novas situações e a novos ambientes.

CARACTERÍSTICAS

Em entrevista com os pais, revelam que o menino demonstrou precocidade na fala, na memória, no reconhecimento de formas, marcas e palavras. Leu e escreveu muito cedo; é irrequieto; sempre busca uma forma de chamar a atenção; pergunta muito e quer mais. As pessoas, erroneamente, rotulam-no de hiperativo. 

TESTES PRELIMINARES
Samuel, na Associação, fez as avaliações pedagógicas de praxe, apresentando destaque nas áreas de Artes, Línguas, Matemática e Construção. O perfil pedagógico mostra excelente percepção, assim como ótima capacidade acadêmica, comunicando-se com fluência e extrema clareza. Consegue argumentar todas as suas colocações. 

ACELERAÇÃO
Pedida a aceleração de Samuel, educadores da cidade de Peruíbe, SP, alegaram não acreditar em Altas Habilidades nem na aceleração de crianças, motivo que levou os pais a trocarem Samuel de escola. Conseguiram bolsa de estudo na escola Irene Bargieri, que aceitou as avaliações do menino e promoveu a aceleração, matriculando-o no 2º ano do Ensino Fundamental.

FREQUÊNCIA EXEMPLAR
Acompanhado pelos pais, Samuel frequenta a Associação (APAHSD) uma vez por semana. Ele vem de Peruíbe, sempre curioso e com vontade de saber mais. Nunca chegou atrasado, nem se mostrou desinteressado ou cansado pela distância que tem que percorrer.

OUTRAS CRIANÇAS SUPERDOTADAS

Lucca Fanganiello Couto
(08 anos)
Filho da professora Ana Fanganiello. Lucca é superdotado em Artes, Línguas, Matemática e Ciências. Aprecia imensamente a Sala de Construção (1), um local de existência obrigatória em associações para Alto Habilidosos.

Matteo Fanganiello Couto (05 anos)
Também filho de Ana Fanganiello. Superdotado em Artes, Matemática, Criação e Construção.


Felipe Sakae (09 anos)
Filho da pediatra Paula Sakae. Mente científica, desenvolvimento em Rapidez, Percepção, Matemática e Construção.

Henrique Sakae (05 anos)
Filho da médica pedriatra Paula Sakae. Artes, Linguística (é uma “fera” em Português), Matemática, Ciências.

Aharon Anthony Alves (11 anos)
Da Rede Escolar Municipal, gratuita. Um caso muito interessante. Pelo fato de saber que é diferente, e seus colegas não o aceitam, ele deixou crescer o cabelo, que hoje tem 1,20m de comprimento.

 

Criatividade 32.jpg

 (1) SALA DE CONSTRUÇÃO

A Sala de Construção se presta a desenvolver a inteligência lógico-espacial da criança, através de uma ambiente lúdico e divertido. Lá se desenvolvem projetos para construir os mais diversos objetos, como a casa que foi construída com caixinhas de leite que substituíram os tijolos. Convém acentuar que o estimulo passa a não se restringir à inteligência espacial já que projetos de construção, necessariamente exigem complementos. Na Casa de Caixa de Leite, por exemplo, as crianças aprenderam sobre a parte elétrica de uma casa, assim como a parte hidráulica, fabricando uma bomba para bombear água para a caixa d'água. O estímulo deste tipo de inteligência é essencial para o desenvolvimento da criança.

 

taller+esgrima+madrid.jpg

 

ADULTOS SUPERDOTADOS
Gabriela Vanina Toscanini (32 anos)
Filha da professora Ada Toscanini. Alta habilidade física, é campeã sul-americana de esgrima, além de detentora de outras habilidades mentais, principalmente as cognitivas.


Alexandre Valdetaro (40 anos)
Advogado. Superdotação canalizada para a Música (toca vários instrumentos), superdotado para Idiomas; domínio acima do normal da Língua Portuguesa.

 

 Menino Chinês Superdotado

 

A SEGUIR,
PROFISSIONAIS E VOLUNTÁRIOS QUE SE DEDICAM
À CAUSA, EM TODO O PAÍS.

 

  Índice Superdotação   Índice Geral

Superdotação e o Século XXI

Criatividade 063.jpg

Índice Superdotação   Índice Geral


Na conclusão destas pinceladas em que praticamente estamos descobrindo juntos o que é um Superdotado e um Alto Habilidoso, me ponho a pensar no que será o Planeta Terra quando a lentidão do ser humano de perceber e assimilar mudanças lhe permitir que se conscientize de que Superdotados e Alto Habilidosos existem, são uma realidade irreversível  e vão contribuir de forma assustadoramente qualitativa para a evolução da Humanidade.

Enquanto isso não acontece, proponho que recapitulemos tudo o que aqui foi exposto até então, para que esta tentativa de contribuição dificulte o aparecimento do mínimo de dúvidas possível:   

 

 FATOS RELEVANTES

 

01.
Pessoas com Altas Habilidades são indivíduos com necessidades educacionais especiais, com direitos garantidos pela legislação brasileira e internacional. Porém, as iniciativas para o seu apoio ainda são insuficientes na sociedade brasileira.
 


02.
Superdotados são educandos que apresentam notável desempenho e/ou elevada potencialidade nos seguintes aspectos, isolados ou combinados: capacidade intelectual, aptidão acadêmica, pensamento criador, capacidade de liderança, talento especial para arte, habilidades psicomotoras. Superdotados necessitam, portanto, atendimento educacional especializado.
 


03.
Altas Habilidades, por lei, são consideradas EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ou seja, educação especial, como a dirigida aos portadores de necessidades especiais.

 

04.
O Alto Habilidoso necessita de estímulos educacionais diferenciados, já que é imprescindível o aprofundamento nas matérias de interesse, nas quais possui Alta Habilidade, e o equilíbrio nas demais, nas quais provavelmente apresentará deficiência, já que praticamente se interessará apenas pela área da qual gosta.

05.
A ausência do Estado em cumprir suas responsabilidades levou à fundação da APAHSD em 16 de abril de 2005, com o objetivo de desenvolver pessoas com Altas Habilidades e orientar suas famílias. Como ponto de partida, porém, as primeiras ações da APAHSD concentraram-se em identificar Alto Habilidosos, já que as estatísticas oficiais do Estado de São Paulo não apontavam a existência de superdotados. A partir da constatação da existência de Alto Habilidosos na população paulista, em uma porcentagem similar à indicada por organismos internacionais, iniciou-se a trajetória de luta da APAHSD pelo reconhecimento e atendimento dessa especificidade.

06.
A Associação Paulista para Altas Habilidades/Superdotação — APAHSD — sem fins lucrativos, destina-se ao apoio de pessoas com Altas Habilidades/Superdotação e está em processo de requerimento da qualidade de OSCIP — Organização da Sociedade Civil de Interesse Público,  perante o Ministério da Justiça.

07.
A APAHSD reúne profissionais das mais diversas áreas do conhecimento, além de pais e familiares de Alto Habilidosos.

08.
Quantitativamente, a OMS (Organização Mundial da Saúde) coloca a porcentagem dos Alto Habilidosos em 5% por cento de qualquer população. Ou seja, em uma empresa com 1.000 funcionários, 50 teriam Altas Habilidades. Em uma escola com 500 alunos, 25 teriam Altas Habilidades. Seguindo este raciocínio, temos 4 milhões de superdotados em São Paulo.

08.
No entanto, o índice da Organização Mundial de Saúde leva em conta somente portadores de Altas Habilidades cognitivas, ou seja, não estão incluídos neste índice Habilidades Artísticas, Corporais, Musicais, etc.. A estimativa que se faz, segundo pesquisas da APAHSD, é de que a porcentagem de Alto Habilidosos em uma população, seja de 10% (dez por cento), em média.

 

A SEGUIR,
COMO PROCURAR UM ESPECIALISTA EM SUA CIDADE, FALE CONOSCO

Índice Superdotação   Índice Geral

Superdotação Vídeo

Altas Habilidades.jpg

 Índice Superdotação   Índice Geral

 



Professora Ada Toscanini

Fundadora e Presidente

Coordenadora de Pós-Gradução em Habilidades Especiais

Universidade Gama Filho, Rio de Janeiro. Sua formação reúne Pedagogia,

Artes Plásticas, Arteterapia, Educação Especial  

 

Superdotação Menor.jpg

  Por que Ada Toscanini assumiu como objetivo de vida cuidar dos Superdotados?

Em primeiro lugar, todos em sua casa são superdotados: a própria Ada, o marido (engenheiro) e três filhos. Sempre lecionou, é terapeuta.
No princípio de seu trabalho com os superdotados, mantinha um atelier de Criatividade.
Os alunos-problema, pelo comportamento ou hiperatividade, eram encaminhados por algumas escolas ao atelier dela.
Ada, no trato constante com essas crianças, percebeu que o problema era outro. Não se tratavam de alunos indisciplinados ou mal-educados. Eram crianças 
supertalentosas que estavam insatisfeitas com o nível de instrução que recebiam na sala de aula

 

A SEGUIR,
ATIVIDADES E  NOTÍCIAS RECENTES

Índice Superdotação  Índice Geral