Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Superdotação - Marcos Resende

Superdotação - Marcos Resende

Superdotação e o Século XXI

Criatividade 063.jpg

Índice Superdotação   Índice Geral


Na conclusão destas pinceladas em que praticamente estamos descobrindo juntos o que é um Superdotado e um Alto Habilidoso, me ponho a pensar no que será o Planeta Terra quando a lentidão do ser humano de perceber e assimilar mudanças lhe permitir que se conscientize de que Superdotados e Alto Habilidosos existem, são uma realidade irreversível  e vão contribuir de forma assustadoramente qualitativa para a evolução da Humanidade.

Enquanto isso não acontece, proponho que recapitulemos tudo o que aqui foi exposto até então, para que esta tentativa de contribuição dificulte o aparecimento do mínimo de dúvidas possível:   

 

 FATOS RELEVANTES

 

01.
Pessoas com Altas Habilidades são indivíduos com necessidades educacionais especiais, com direitos garantidos pela legislação brasileira e internacional. Porém, as iniciativas para o seu apoio ainda são insuficientes na sociedade brasileira.
 


02.
Superdotados são educandos que apresentam notável desempenho e/ou elevada potencialidade nos seguintes aspectos, isolados ou combinados: capacidade intelectual, aptidão acadêmica, pensamento criador, capacidade de liderança, talento especial para arte, habilidades psicomotoras. Superdotados necessitam, portanto, atendimento educacional especializado.
 


03.
Altas Habilidades, por lei, são consideradas EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ou seja, educação especial, como a dirigida aos portadores de necessidades especiais.

 

04.
O Alto Habilidoso necessita de estímulos educacionais diferenciados, já que é imprescindível o aprofundamento nas matérias de interesse, nas quais possui Alta Habilidade, e o equilíbrio nas demais, nas quais provavelmente apresentará deficiência, já que praticamente se interessará apenas pela área da qual gosta.

05.
A ausência do Estado em cumprir suas responsabilidades levou à fundação da APAHSD em 16 de abril de 2005, com o objetivo de desenvolver pessoas com Altas Habilidades e orientar suas famílias. Como ponto de partida, porém, as primeiras ações da APAHSD concentraram-se em identificar Alto Habilidosos, já que as estatísticas oficiais do Estado de São Paulo não apontavam a existência de superdotados. A partir da constatação da existência de Alto Habilidosos na população paulista, em uma porcentagem similar à indicada por organismos internacionais, iniciou-se a trajetória de luta da APAHSD pelo reconhecimento e atendimento dessa especificidade.

06.
A Associação Paulista para Altas Habilidades/Superdotação — APAHSD — sem fins lucrativos, destina-se ao apoio de pessoas com Altas Habilidades/Superdotação e está em processo de requerimento da qualidade de OSCIP — Organização da Sociedade Civil de Interesse Público,  perante o Ministério da Justiça.

07.
A APAHSD reúne profissionais das mais diversas áreas do conhecimento, além de pais e familiares de Alto Habilidosos.

08.
Quantitativamente, a OMS (Organização Mundial da Saúde) coloca a porcentagem dos Alto Habilidosos em 5% por cento de qualquer população. Ou seja, em uma empresa com 1.000 funcionários, 50 teriam Altas Habilidades. Em uma escola com 500 alunos, 25 teriam Altas Habilidades. Seguindo este raciocínio, temos 4 milhões de superdotados em São Paulo.

08.
No entanto, o índice da Organização Mundial de Saúde leva em conta somente portadores de Altas Habilidades cognitivas, ou seja, não estão incluídos neste índice Habilidades Artísticas, Corporais, Musicais, etc.. A estimativa que se faz, segundo pesquisas da APAHSD, é de que a porcentagem de Alto Habilidosos em uma população, seja de 10% (dez por cento), em média.

 

A SEGUIR,
COMO PROCURAR UM ESPECIALISTA EM SUA CIDADE, FALE CONOSCO

Índice Superdotação   Índice Geral