Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Superdotação - Marcos Resende

Superdotação - Marcos Resende

Gente Que Acredita

Criatividade 052.jpg

Gente Que Acredita.jpg

  Índice Superdotação   Índice Geral

01
DANIEL FUENTES, DOUTOR EM NEURO-PSICOLOGIA (São Paulo) Diretor da Área de Neuropsiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. Defende que a medicação prejudica a criança superdotada. A luta dele é para que a criança não seja medicada, já que Superdotação é um atributo que confere à criança, inteligência e habilidade superiores à média. Não se trata, portanto de um caso de medicação, e qualquer tipo de tratamento médico dado a essas crianças compromete o desenvolvimento cognitivo delas.


02 
PROFESSORA CRISTINA DELOU ◦ DOUTORA EM PSICOLOGIA CLÍNICA (Rio)
Presidente do CONBRASD ◦ Conselho Brasileiro Para Superdotação. Defende a aceleração da criança superdotada: Cristina ensina que, quando uma criança tem conhecimento, bastante desenvolvimento cognitivo que lhe permita frequentar uma série escolar superior, que seja promovida. O nível cognitivo dela está exigindo isso.


03.
PROFESSORA ADA CRISTINA GARCIA TOSCANINI ◦ PEDAGOGA (São Paulo)
Licenciada em Educação Artística, licenciada em Artes Plásticas, Pós-graduada em Educação Especial, Arteterapia, Administração Escolar. Coordenadora do 1º Curso de Educação Especial e Altas Habilidades da Universidade Gama Filho, com central no Rio de Janeiro. Fundadora e presidente da APAHSD: Associação Paulista Para Altas Habilidades / Superdotação. Em perfeita sintonia com Cristina Delou, a professora Ada defende a aceleração da criança superdotada.


04.
PEDAGOGA MARIA CLARA SODRÉ (Rio de Janeiro)
Doutora em Educação Especial pela Columbia University, de Nova Iorque, EUA. Dra. Maria Claria é ainda superintendente do Instituto Lecca, que prepara alunos carentes superdotados, para os concorridos concursos de escolas públicas de excelência. como o Pedro II e o Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Encontrar uma criança superdotada é tão importante quanto descobrir um poço de petróleo ou uma mina de diamante” — afirma Clara Sodré.

05.
SECRETÁRIO DO TRABALHO E EMPREENDEDORISMO ELISEU GABRIEL (SP) Com uma vida pautada pela defesa da Educação e combate às injustiças sociais, foi conselheiro da Sociedade Brasileira de Física e da Associação Brasileira de Tecnologia da Educação, além de autor de livros para o Ensino Médio. Dedicado ao Ensino, atuou em programas de rádio e de televisão: um dos professores que apresentavam o Telecurso das Redes Globo e Cultura.

06.
ANA LÚCIA FANGANIELLO (SP)
Mãe dos superdotados Lucca e Matteo Fanganiello, pertence à Associação de Pais da APAHSD. Pedagoga, diretora da escola Free World que não admite a superdotação e muito menos a aceleração. Ana enfrenta, portanto, permanentes adversidades e é impedida de aplicar, na ecola onde loeciona, a lei federal que protege Alto Habilidosos.

07.
PEDIATRA PAULA SAKAE (SP)
Mãe dos superdotados Felipe e Henrique, pediatra e Mestre em Ciências pela Medicina USP, luta pela conscientização de colegas (sobretudo
 pediatras), quanto à importância de admitir a superdotação.

08.
PROFª DRA. ÂNGELA RODRIGUES VIRGOLIM (BRASÍLIA)
Professora do Departamento de Psicologia do Desenvolvimento — Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília. É PhD em Psicologia Educacional na Universidade de Connecticut (EUA). Autora de dezenas de artigos e livros que norteiam e referenciam a Educação Especial na Área de Altas Habilidades, na Educação Pública Estadual.

09.
PSICÓLOGA ZENITA CUNHA GUENTHER (LAVRAS, MG)
Mestre em Orientação e Aconselhamento Psicológico pela Universidade South Florida e PhD em Psicologia da Educação, pela University of Florida, EUA. Participa, há vários anos, da formação e preparação de professores para todos os níveis de ensino, da Educação Infantil à pós-graduação. Autora de mais de 20 livros. Dirige numeroso grupo de superdotados em Minas Gerais e o trabalho dela é uma iniciativa espontânea e particular, em ritmo, dedicação e constância muito além do que se pode chamar de “ininterruptos”.

10.
VEREADORA EDIR SALES
É co-autora do projeto, Presidente da Comissão de Constitucionalidade e Justiça em defesa à aplicação da lei que assiste o superdotado.

11.
DEPUTADA ESTADUAL HEROILMA SOARES TAVARES (SP)
Adotou a causa e tem participado ativamente de mobilizações no sentido de que sejam implantadas Políticas Públicas que contemplem situação e Necessidades Especiais do Alto Habilidoso. 

Criatividade 006.jpg

INSTITUTO LECCA, INICIATIVA DE UM IDEALISTA
Situado na cidade do Rio de Janeiro, o LECCA foi idealizado por Luís Eduardo da Costa Carvalho (atente que a sigla é formada pelas iniciais do nome dele), Presidente do Grupo Financeiro LECCA. Sua meta: melhorar a qualidade de vida da população das comunidades carentes. (Importante, gravarmos o depoimento dele). "Meu objetivo é contribuir para o desenvolvimento da educação, preparando novas gerações para os desafios do mundo moderno. Acredito na evolução que o estudo traz para todos que podem experimentá-lo", diz Luis Eduardo da Costa Carvalho, presidente do Conselho Administrativo da Lecca Financeira e fundador do programa junto à pedagoga Maria Clara Sodré, acima citada no item 04.

 

LECCA.jpg

A SEGUIR,
O MUNDO APÓS ASSUMIR A EXISTÊNCIA DA SUPERDOTAÇÃO E ALTAS HABILIDADES
RECAPITULAÇÃO DOS PONTOS ESSENCIAIS DO TEMA
.

 

Índice Superdotação   Índice Geral